Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017

28/6/2012 - Indaiatuba - SP

Prefeito Reinaldo Nogueira lança projeto Ecobike em Indaiatuba




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Indaiatuba

O prefeito Reinaldo Nogueira (PMDB) reuniu a imprensa na manhã de quarta-feira (27) para o lançamento do Projeto Ecobike em Indaiatuba. A Prefeitura disponibilizará 200 bicicletas produzidas com material reciclável para a população usar gratuitamente. A previsão é de que o serviço entre em operação a partir de 15 de julho, quando está previsto um passeio ciclístico.
Inicialmente, o projeto terá três estações, sendo uma na praça Dom Pedro, uma na sede da Guarda Municipal e a terceira em frente à Prefeitura, que funcionarão nesta fase inicial de segunda a sexta-feira das 8h às 17h, e sábado e domingo as estações da Prefeitura e da GM funcionarão das 9h às 12h e das 14h às 18h. Uma quarta estação será construída na Praça do Cato (Cecap). O projeto é da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia e a execução da obra é da Secretaria de Obras e Vias Públicas.
Segundo informou o prefeito, o objetivo do projeto é incentivar ainda mais o uso de bicicletas como meio de transporte, lazer e entretenimento, dando a oportunidade de fomentar cada vez mais os benefícios do exercício físico, além da conscientização da preservação do meio ambiente, uma vez que as bicicletas adquiridas são confeccionadas com materiais reciclados. “A Administração Municipal tem todo um trabalho voltado à sustentabilidade com projetos de educação ambiental nas escolas municipais, ecopontos distribuídos pela cidade para a coleta seletiva e o trabalho feito no Centro de Triagem que funciona no Aterro Sanitário com renda revertida ao Funssol. Queria mais, pesquisei e encontrei a Ecobike, com a qual estamos iniciando um projeto pioneiro no mundo”, completou.
As bicicletas deverão ser retiradas mediante um cadastro prévio e a devolução pode ser feita em qualquer estação. Os usuários devem ser pessoas maiores de 18 anos ou menores acompanhados pelos pais, com peso até 100 quilos e até dois metros de altura, respeitando as dimensões do equipamento. O tempo permitido para uso será de quatro horas contínuas.
Cada estação terá um totem de autoatendimento composto por uma tela e por teclado nos quais os usuários interagem para realização de cadastro, consultas sobre disponibilidade nas demais estações e para retirar e devolver as bicicletas. O sistema de controle das bicicletas é informatizado e haverá um funcionário responsável em cada estação que validará o cadastro dos usuários, para conferir os documentos e liberar o empréstimo e devolução das bicicletas.
Para a implantação do projeto a Prefeitura conta com a parceria da Fundação Toyota, da Corpus Saneamento e Obras Ltda, da Compartibike e da Muzzicycles. A Prefeitura será responsável pela manutenção com parceria do Educandário Deus e a Natureza e também pela operação do Ecobike, que ficará sob a responsabilidade do Departamento Municipal de Trânsito da Secretaria de Obras. A Corpus adquiriu as bicicletas, que custam em torno de R$ 460,00 cada uma.
Além do prefeito e do vice, Antonio Carlos Pinheiro, estiveram presentes no lançamento do Projeto os secretários de Obras, José Carlos Selone, de Engenharia, Sandro de Almeida Lopes Coral, de Urbanismo e do Meio Ambiente, Mariângela Gomes Carneiro, e de Governo, Odair Gonçalves; o fabricante da bicicleta ecológica, Juan Muzzi (Muzzicycles); os parceiros Elaine Marques Nichol (Toyota); Ricardo Valente (Corpus); e Maurício Villar (Compartibike).
Após a coletiva, todos seguiram para a estação em frente à Prefeitura, onde foram apresentadas as bicicletas, com uma demonstração do sistema de cadastro.
Bicicleta ecológica
A bicicleta ecológica Muzzicycles tem o quadro construído dentro dos atuais conceitos de sustentabilidade e alia o ciclismo com a reciclagem de garrafas PET. Foram criados modelos de quadros inovadores, que se torna um conceito de ciclismo totalmente sustentável.
No processo de fabricação são utilizadas 20 garrafas PET para cada quadro. As garrafas são trituradas, passam por um processo de plastificação e logo são injetadas no molde a uma pressão de mais de 150 toneladas (veja o vídeo oficial).
O quadro tem flexibilidade natural absorvendo as pequenas imperfeições do terreno irregular, peso aproximadamente 5kg, além de ser muito resistente, suportando peso de até 100kg.
Entre as características da Muzzicycles estão o processo de desenvolvimento limpo, com o reaproveitamento de garrafas PET, o que a torna ecologicamente correta; é mais barata; não enferruja; elimina a solda; não precisa de amortecedor; injetada na cor; elimina pintura; desenho orgânico e confortável; andar macio; projeto auto-sustentável, que extrai menos minérios de ferros e bauxita e processa menos alumina; benefício em CO², e diminui o efeito estufa.

O prefeito Reinaldo Nogueira (PMDB) reuniu a imprensa na manhã de quarta-feira (27) para o lançamento do Projeto Ecobike em Indaiatuba. A Prefeitura disponibilizará 200 bicicletas produzidas com material reciclável para a população usar gratuitamente. A previsão é de que o serviço entre em operação a partir de 15 de julho, quando está previsto um passeio ciclístico.

Inicialmente, o projeto terá três estações, sendo uma na praça Dom Pedro, uma na sede da Guarda Municipal e a terceira em frente à Prefeitura, que funcionarão nesta fase inicial de segunda a sexta-feira das 8h às 17h, e sábado e domingo as estações da Prefeitura e da GM funcionarão das 9h às 12h e das 14h às 18h. Uma quarta estação será construída na Praça do Cato (Cecap). O projeto é da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia e a execução da obra é da Secretaria de Obras e Vias Públicas.

Segundo informou o prefeito, o objetivo do projeto é incentivar ainda mais o uso de bicicletas como meio de transporte, lazer e entretenimento, dando a oportunidade de fomentar cada vez mais os benefícios do exercício físico, além da conscientização da preservação do meio ambiente, uma vez que as bicicletas adquiridas são confeccionadas com materiais reciclados. “A Administração Municipal tem todo um trabalho voltado à sustentabilidade com projetos de educação ambiental nas escolas municipais, ecopontos distribuídos pela cidade para a coleta seletiva e o trabalho feito no Centro de Triagem que funciona no Aterro Sanitário com renda revertida ao Funssol. Queria mais, pesquisei e encontrei a Ecobike, com a qual estamos iniciando um projeto pioneiro no mundo”, completou.

As bicicletas deverão ser retiradas mediante um cadastro prévio e a devolução pode ser feita em qualquer estação. Os usuários devem ser pessoas maiores de 18 anos ou menores acompanhados pelos pais, com peso até 100 quilos e até dois metros de altura, respeitando as dimensões do equipamento. O tempo permitido para uso será de quatro horas contínuas.

Cada estação terá um totem de autoatendimento composto por uma tela e por teclado nos quais os usuários interagem para realização de cadastro, consultas sobre disponibilidade nas demais estações e para retirar e devolver as bicicletas. O sistema de controle das bicicletas é informatizado e haverá um funcionário responsável em cada estação que validará o cadastro dos usuários, para conferir os documentos e liberar o empréstimo e devolução das bicicletas.

Para a implantação do projeto a Prefeitura conta com a parceria da Fundação Toyota, da Corpus Saneamento e Obras Ltda, da Compartibike e da Muzzicycles. A Prefeitura será responsável pela manutenção com parceria do Educandário Deus e a Natureza e também pela operação do Ecobike, que ficará sob a responsabilidade do Departamento Municipal de Trânsito da Secretaria de Obras. A Corpus adquiriu as bicicletas, que custam em torno de R$ 460,00 cada uma.

Além do prefeito e do vice, Antonio Carlos Pinheiro, estiveram presentes no lançamento do Projeto os secretários de Obras, José Carlos Selone, de Engenharia, Sandro de Almeida Lopes Coral, de Urbanismo e do Meio Ambiente, Mariângela Gomes Carneiro, e de Governo, Odair Gonçalves; o fabricante da bicicleta ecológica, Juan Muzzi (Muzzicycles); os parceiros Elaine Marques Nichol (Toyota); Ricardo Valente (Corpus); e Maurício Villar (Compartibike).

Após a coletiva, todos seguiram para a estação em frente à Prefeitura, onde foram apresentadas as bicicletas, com uma demonstração do sistema de cadastro.

Bicicleta ecológica

A bicicleta ecológica Muzzicycles tem o quadro construído dentro dos atuais conceitos de sustentabilidade e alia o ciclismo com a reciclagem de garrafas PET. Foram criados modelos de quadros inovadores, que se torna um conceito de ciclismo totalmente sustentável.

No processo de fabricação são utilizadas 20 garrafas PET para cada quadro. As garrafas são trituradas, passam por um processo de plastificação e logo são injetadas no molde a uma pressão de mais de 150 toneladas (veja o vídeo oficial).

O quadro tem flexibilidade natural absorvendo as pequenas imperfeições do terreno irregular, peso aproximadamente 5kg, além de ser muito resistente, suportando peso de até 100kg.

Entre as características da Muzzicycles estão o processo de desenvolvimento limpo, com o reaproveitamento de garrafas PET, o que a torna ecologicamente correta; é mais barata; não enferruja; elimina a solda; não precisa de amortecedor; injetada na cor; elimina pintura; desenho orgânico e confortável; andar macio; projeto auto-sustentável, que extrai menos minérios de ferros e bauxita e processa menos alumina; benefício em CO², e diminui o efeito estufa.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Indaiatuba Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.