Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017

18/6/2012 - Indaiatuba - SP

Orquestra de Indaiatuba realiza Concerto de Inverno dia 24 na Candelária




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Indaiatuba

 

A Orquestra de Indaiatuba realiza no próximo dia 24 de junho, domingo, às 19h30, o Concerto de Inverno, na Igreja da Candelária, com entrada franca. Sob a coordenação do diretor artístico e regente titular Paulo de Paula, o grupo celebra a chegada da estação mais fria do ano com uma programação eclética, que inclui do barroco ao moderno. Todas as peças têm em comum o fato de serem inspiradas em movimentos ou ritmos de dança, seja da nobreza ou dos camponeses. Informações (19) 3825-2056.
Confira o programa:
Concerto em Sol Maior “Alla rustica” – Antonio Vivaldi (1678-1741)
(I.Presto - II.Adagio - III.Allegro)
Suíte Antiga – Alberto Nepomuceno (1864-1920)
(I.Minueto - II.Aria - III.Rigaudon)
Prelúdio (Bachianas Brasileiras no.4) – Heitor Villa-Lobos (1887-1959)
Suíte St. Paul – Gustav Holst (1874-1934)
(I. Jig - II.Ostinato - III.Intermezzo - IV.Finale (Dargason)
“A primeira obra será o Concerto em Sol Maior de Vivaldi, mais conhecido como Concerto alla rustica e que leva esse nome não por ser uma peça rústica, mas pelo seu caráter vibrante que lembra muito as danças camponesas italianas”, destaca o regente Paulo de Paula. “Suíte Antiga, do brasileiro Alberto Nepomuceno, também foi inspirado em danças, mas desta vez barrocas, resultando na mistura elementos tanto da suíte barroca como do romantismo musical. Nepomuceno foi um dos precursores do nosso nacionalismo musical e podemos observar em suas obras sempre algum elemento brasileiro. As Bachianas Brasileiras são um conjunto de 9 suítes escritas por Villa-Lobos, onde esse genial compositor utiliza elementos da nossa música popular e do folclore misturado a uma linguagem orquestral, também chamada de erudita. Juntamente com o Trenzinho do Caipira (da Bachiana no.2) o Prelúdio da Bachiana Brasileira no.4, escrita originalmente para piano e mais tarde orquestrada, é um dos movimentos mais conhecidos da monumental obra de Villa-Lobos”, comenta. “Encerrando o concerto, a orquestra apresenta a Suíte St. Paul, do compositor inglês Gustav Holst. Por ser totalmente inspirada em danças populares e camponesas, em muitas passagens essa suíte tem um caráter e espírito que lembram o Concerto alla rustica de Vivaldi, embora escrita num estilo moderno. A Suíte encerra com uma espécie de brincadeira, onde Holst une duas canções folclóricas e tradicionais inglesas, Dargason e Green Sleeves, fazendo-as soar simultaneamente”, finaliza.
Sobre a Orquestra de Indaiatuba
A Orquestra de Indaiatuba surgiu com a finalidade principal de promover o desenvolvimento musical de Indaiatuba e região. Foi criada no início de 2004 por iniciativa da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Cultura de Indaiatuba, chamando-se nesta ocasião Orquestra Jovem de Indaiatuba. No início de 2008, em função do grande desenvolvimento musical de seus integrantes, o grupo passou a denominar-se Orquestra de Indaiatuba. Formada por jovens músicos, vem promovendo um intenso trabalho de divulgação e popularização da música clássica na cidade, realizando concertos comentados, apresentações didáticas em escolas da rede pública de ensino e associações de bairro. Também se dedica a formação musical de jovens e crianças, mantendo pólos de iniciação musical localizados em diversos bairros do município onde são oferecidas aulas gratuitas de violino e violoncelo, permitindo que crianças residentes nestas localidades tenham acesso a música e possam aprender a tocar um instrumento.
Sobre o regente Paulo de Paula
Paulo de Paula é diretor artístico e regente titular da Orquestra de Indaiatuba. Aluno de regência do maestro Henrique Gregori, tem participado de diversos cursos e masterclasses no Brasil e no exterior, trabalhando com maestros como Isaac Karabtchevsky, Fábio Mechetti, Johannes Schlaefli (Suíça), Norbert Baxa (República Tcheca), Alexander Polischuk (Rússia), Daisuke Soga (Japão), Luis Gorelik (Argentina) e Osvaldo Ferreira (Portugal). Em 2011, foi um dos dez jovens regentes selecionados para participar da European Music Academy, na República Tcheca, onde se apresentou à frente da North Czech Philharmonic. Também dirigiu a Orquestra do Algarve (Portugal), Orquestra de Câmara de Bariloche (Argentina) e Orquestra Sinfônica de Barra Mansa. Bacharel em música pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) onde estudou violino, também desenvolveu nesta mesma instituição projetos de pesquisa nas áreas de musicologia histórica e análise musical como bolsista do CNPq. Posteriormente passou a dedicar-se também a viola, estudando com o professor Emerson de Biaggi. Tem se destacado pela criação e desenvolvimento de projetos de educação musical como a Orquestra Infanto-juvenil da Unicamp e da Orquestra Jovem de Indaiatuba. Atualmente é membro da Suzuki American Association (Associação Suzuki das Américas).
Serviço
Igreja da Candelária - Rua Padre Vicente Rizzo, 694 – Centro

 

A Orquestra de Indaiatuba realiza no próximo dia 24 de junho, domingo, às 19h30, o Concerto de Inverno, na Igreja da Candelária, com entrada franca. Sob a coordenação do diretor artístico e regente titular Paulo de Paula, o grupo celebra a chegada da estação mais fria do ano com uma programação eclética, que inclui do barroco ao moderno. Todas as peças têm em comum o fato de serem inspiradas em movimentos ou ritmos de dança, seja da nobreza ou dos camponeses. Informações (19) 3825-2056.


 

 

 

Confira o programa:


Concerto em Sol Maior “Alla rustica” – Antonio Vivaldi (1678-1741)


(I.Presto - II.Adagio - III.Allegro)


Suíte Antiga – Alberto Nepomuceno (1864-1920)


(I.Minueto - II.Aria - III.Rigaudon)


Prelúdio (Bachianas Brasileiras no.4) – Heitor Villa-Lobos (1887-1959)


Suíte St. Paul – Gustav Holst (1874-1934)


(I. Jig - II.Ostinato - III.Intermezzo - IV.Finale (Dargason)


“A primeira obra será o Concerto em Sol Maior de Vivaldi, mais conhecido como Concerto alla rustica e que leva esse nome não por ser uma peça rústica, mas pelo seu caráter vibrante que lembra muito as danças camponesas italianas”, destaca o regente Paulo de Paula. “Suíte Antiga, do brasileiro Alberto Nepomuceno, também foi inspirado em danças, mas desta vez barrocas, resultando na mistura elementos tanto da suíte barroca como do romantismo musical. Nepomuceno foi um dos precursores do nosso nacionalismo musical e podemos observar em suas obras sempre algum elemento brasileiro. As Bachianas Brasileiras são um conjunto de 9 suítes escritas por Villa-Lobos, onde esse genial compositor utiliza elementos da nossa música popular e do folclore misturado a uma linguagem orquestral, também chamada de erudita. Juntamente com o Trenzinho do Caipira (da Bachiana no.2) o Prelúdio da Bachiana Brasileira no.4, escrita originalmente para piano e mais tarde orquestrada, é um dos movimentos mais conhecidos da monumental obra de Villa-Lobos”, comenta. “Encerrando o concerto, a orquestra apresenta a Suíte St. Paul, do compositor inglês Gustav Holst. Por ser totalmente inspirada em danças populares e camponesas, em muitas passagens essa suíte tem um caráter e espírito que lembram o Concerto alla rustica de Vivaldi, embora escrita num estilo moderno. A Suíte encerra com uma espécie de brincadeira, onde Holst une duas canções folclóricas e tradicionais inglesas, Dargason e Green Sleeves, fazendo-as soar simultaneamente”, finaliza.


Sobre a Orquestra de Indaiatuba


A Orquestra de Indaiatuba surgiu com a finalidade principal de promover o desenvolvimento musical de Indaiatuba e região. Foi criada no início de 2004 por iniciativa da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Cultura de Indaiatuba, chamando-se nesta ocasião Orquestra Jovem de Indaiatuba. No início de 2008, em função do grande desenvolvimento musical de seus integrantes, o grupo passou a denominar-se Orquestra de Indaiatuba. Formada por jovens músicos, vem promovendo um intenso trabalho de divulgação e popularização da música clássica na cidade, realizando concertos comentados, apresentações didáticas em escolas da rede pública de ensino e associações de bairro. Também se dedica a formação musical de jovens e crianças, mantendo pólos de iniciação musical localizados em diversos bairros do município onde são oferecidas aulas gratuitas de violino e violoncelo, permitindo que crianças residentes nestas localidades tenham acesso a música e possam aprender a tocar um instrumento.


Sobre o regente Paulo de Paula


Paulo de Paula é diretor artístico e regente titular da Orquestra de Indaiatuba. Aluno de regência do maestro Henrique Gregori, tem participado de diversos cursos e masterclasses no Brasil e no exterior, trabalhando com maestros como Isaac Karabtchevsky, Fábio Mechetti, Johannes Schlaefli (Suíça), Norbert Baxa (República Tcheca), Alexander Polischuk (Rússia), Daisuke Soga (Japão), Luis Gorelik (Argentina) e Osvaldo Ferreira (Portugal). Em 2011, foi um dos dez jovens regentes selecionados para participar da European Music Academy, na República Tcheca, onde se apresentou à frente da North Czech Philharmonic. Também dirigiu a Orquestra do Algarve (Portugal), Orquestra de Câmara de Bariloche (Argentina) e Orquestra Sinfônica de Barra Mansa. Bacharel em música pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) onde estudou violino, também desenvolveu nesta mesma instituição projetos de pesquisa nas áreas de musicologia histórica e análise musical como bolsista do CNPq. Posteriormente passou a dedicar-se também a viola, estudando com o professor Emerson de Biaggi. Tem se destacado pela criação e desenvolvimento de projetos de educação musical como a Orquestra Infanto-juvenil da Unicamp e da Orquestra Jovem de Indaiatuba. Atualmente é membro da Suzuki American Association (Associação Suzuki das Américas).


Serviço


Igreja da Candelária - Rua Padre Vicente Rizzo, 694 – Centro

 

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Indaiatuba Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.