Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017

11/10/2017 - Indaiatuba - SP

Mês das crianças: Luara Faria fala sobre como organizar quarto infantil




Resultado de imagem para quarto criança

Personal organizer dá dicas sobre como montar ou renovar o quarto da criançada sem dor de cabeça

Outubro é o mês das crianças e, para começar bem o mês, a personal organizer Luara Faria dá dicas para pais de primeira viagem e, também, para os que aguardam a chegada de mais um filho, organizarem o quarto dos pequenos sem transtornos.

Manter o quarto infantil organizado não é tarefa fácil, com a chegada do primeiro bebê é necessário pensar na distribuição dos móveis e na divisão interna dos mesmos, para que acomodem roupas, fraldas, brinquedos, calçados e demais itens de maneira prática e sem oferecer riscos aos pequenos.

Com a chegada do segundo filho, muitas vezes, é necessário repensar o espaço. O quarto que antes era de um passa a ser de dois, ou até mesmo de três ou mais, no caso de gestações múltiplas.

O fato é que pais e crianças precisam de espaço e de segurança e, nessas horas, ninguém melhor do que uma personal organizer para "botar ordem na bagunça". Luara Faria que é adepta ao método Montessori, que valoriza a capacidade de autoeducação das crianças, revela que na grande maioria dos casos, os pais que contratam o serviço de organização para quarto dos seus filhos prezam, principalmente, pela organização de brinquedos e pela autonomia dos filhos.

Confira as dicas da profissional para atingir esses objetivos:

Brinquedos sem bagunça – A atividade preferida das crianças deve ser incentivada nesse espaço e, para os pais que fazem questão da participação dos filhos na hora de guardar e organizar os brinquedos utilizados na hora da brincadeira, o ideal é manter recipientes adequados para o armazenamento de peças de diferentes tamanhos. Luara explica que não adianta guardar tudo em um grande baú, onde as peças pequenas ficariam esquecidas no fundo do móvel. O ideal é que brinquedos pequenos sejam categorizados e armazenados em cestos plásticos sem tampa ou caixas transparentes, onde a criança consiga visualizar os objetos guardados.

Objetos sempre à mão – Livros e brinquedos dentro de caixas ou no alto dificultam o acesso da criança, o ideal é que eles fiquem ao alcance das mãos, para incentivar o manuseio. O mesmo vale para cabideiros de parede, deixá-los na altura dos pequenos facilita na organização de roupas que podem ser utilizadas mais de uma vez, como casacos ou uniforme escolar.

Quarto setorizado – No caso de quartos de bebês é possível organizar as roupas e brinquedos por faixas etária, nos armários divisórias de cabides com marcações ajudam os pais a identificar as roupas que servirão nos filhos por fase, evitando que as peças passem despercebidas e deixem de ser utilizadas. Para quartos compartilhados, a dica é subdividi-lo pelo número de crianças, mesmo que haja apenas um guarda-roupas é preciso preservar a individualidade de cada filho, separando roupas e até mesmo brinquedos. Para filhos únicos, essa subdivisão pode ser feita por área, destinar espaços exclusivos para brincadeira, estudo e vestuário, ajudará a criança a se organizar e a manter o espaço organizado

Identificação e organização – Crianças precisam ser instruídas, isso vale até mesmo para os mais pequenos. É comum que uma criança se sinta perdida e desmotivada na hora da organização, se não tiver a orientação adequada por parte dos adultos. Para facilitar a tarefa, você pode colocar tags ou adesivos nos recipientes onde cada coisa deve ser guardada. Se a criança ainda não for alfabetizada, a opção é substituir palavras por imagens que o ajudem a identificar as peças que devem ser guardadas.

Marcenaria planejada – Os móveis escolhidos para os quartos infantis também podem contribuir para a organização. Guarda-roupas bem divididos com prateleiras, cabideiro e gavetas ajudam na hora de separar e armazenar os objetos infantis. Camas baú ou com gavetas, são muito úteis para guardar o enxoval; prateleiras e nichos ajudam a expor e deixar sempre à mão, objetos de uso frequente; e manter uma escrivaninha ou mesa em um dos cantos do quarto, podem ajudar na hora do estudo.

Organizado e seguro – segurança é uma das grandes preocupações quando se fala em quarto infantil. Os cuidados básicos incluem: afastar móveis e objetos onde a criança possa subir ou se apoiar de janelas, acoplar cantoneiras nas quinas dos móveis e utilizar protetores específicos em tomadas, afastando o risco de choque.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Indaiatuba Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.