Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/6/2012 - Indaiatuba - SP

Exportação em Indaiatuba continua em alta no mês de maio




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Indaiatuba

 

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Desenvolvimento contabiliza um aumento de 30,61% na exportação do município no mês de maio comparados ao mesmo período em 2011. A movimentação foi de U$ 78.072.049 em maio de 2012, contra U$ 59.774.790 em maio 2011. O crescimento foi de 11,16% em relação a abril de 2012, o que demonstra a alta de exportações neste período.
Nas importações também houve aumento. Em maio de 2012 foram US$ 116.126.164 comparados a US$ 87.748.331 no mesmo período de 2011, tendo um aumento de 32,34%. Nos primeiros 5 meses de 2012 já foi movimentado mais de 800 milhões de dólares em importações e exportações no município.
De acordo com relatórios econômicos, Indaiatuba continua a segunda maior exportadora da RMC (Região Metropolitana de Campinas), ficando atrás somente de Campinas. Este aumento se deve ao grande número de novas empresas instaladas no município nos de 2009 a 2012; o que faz com que aumente toda a movimentação comercial, favorecendo a exportação e importação de produtos. O município já registra no período de janeiro a maio de 2012, a instalação de 674 novas empresas sendo 37 indústrias, 214 comércios e 423 serviços.
“O aumento de 16% no número de empresas importadoras em Indaiatuba, fez com que agregasse um bom número de empresas industriais que realizam algum tipo de negociação internacional, aquecendo o mercado interno e externo; colocando o município em uma posição considerável entre os 5.565 municípios do Brasil, no ranking de exportação, ocupando a 62º posição e no Estado de São Paulo a 14º colocação entre as 654 cidades paulistas”, analisa o secretário de Desenvolvimento, Edmundo José Duarte.
Os principais produtos exportados são: automóveis, freios, rodas e jogos de fio para velas de ignição, terminais portáteis de telefonia aparelhos de radio navegação entre outros. Os principais produtos importados foram: caixas de marchas, ácido 2 Hidroxi4 (metiltio) e seu sal cálcico, sulfato dissódico andrio, blocos de cilindros, veículos para mov. cargas, partes e acessórios de carrocerias.
A maior movimentação das exportações foi para o Mercosul: Argentina, Venezuela, México e Colômbia; Estados Unidos, Chile, Alemanha, Japão e China, respectivamente. Nas importações, os países que mais venderam para Indaiatuba foram: Japão, Estados Unidos, China, Alemanha e Espanha.
Confira abaixo o ranking das cidades da RMC em exportações:
1° Campinas - US$ 503.412.564
2º Indaiatuba - US$ 339.825.518
3º Paulínia - US$ 283.740.039
4º Sumaré - US$ 244.080.219
5º Vinhedo - US$ 137.172.231
6º Americana - US$ 111.788.730
7º Valinhos - US$ 69.134.524
8º Monte Mor - US$ 64.017.849
9º Itatiba - US$ 60.121.505
10º Hortolândia - US$ 51.353.753
11º Nova Odessa - US$ 47.195.373
12º Jaguariúna - US$ 40.330.442
13º Cosmópolis - US$ 31.576.844
14º Santo Antônio de Posse - US$ 25.819.080
15º Engenheiro Coelho - US$ 21.929.314
16º Santa Bárbara d´Oeste - US$ 7.054.279
17º Pedreira - US$ 7.054.279
18° Holambra - US$ 4.300.251
19º Atur Nogueira - US$ 3.082.46

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Desenvolvimento contabiliza um aumento de 30,61% na exportação do município no mês de maio comparados ao mesmo período em 2011. A movimentação foi de U$$ 78.072.049 em maio de 2012, contra U$$ 59.774.790 em maio 2011. O crescimento foi de 11,16% em relação a abril de 2012, o que demonstra a alta de exportações neste período.


Nas importações também houve aumento. Em maio de 2012 foram US$ 116.126.164 comparados a US$ 87.748.331 no mesmo período de 2011, tendo um aumento de 32,34%. Nos primeiros 5 meses de 2012 já foi movimentado mais de 800 milhões de dólares em importações e exportações no município.


De acordo com relatórios econômicos, Indaiatuba continua a segunda maior exportadora da RMC (Região Metropolitana de Campinas), ficando atrás somente de Campinas. Este aumento se deve ao grande número de novas empresas instaladas no município nos de 2009 a 2012; o que faz com que aumente toda a movimentação comercial, favorecendo a exportação e importação de produtos. O município já registra no período de janeiro a maio de 2012, a instalação de 674 novas empresas sendo 37 indústrias, 214 comércios e 423 serviços.


“O aumento de 16% no número de empresas importadoras em Indaiatuba, fez com que agregasse um bom número de empresas industriais que realizam algum tipo de negociação internacional, aquecendo o mercado interno e externo; colocando o município em uma posição considerável entre os 5.565 municípios do Brasil, no ranking de exportação, ocupando a 62º posição e no Estado de São Paulo a 14º colocação entre as 654 cidades paulistas”, analisa o secretário de Desenvolvimento, Edmundo José Duarte.


Os principais produtos exportados são: automóveis, freios, rodas e jogos de fio para velas de ignição, terminais portáteis de telefonia aparelhos de radio navegação entre outros. Os principais produtos importados foram: caixas de marchas, ácido 2 Hidroxi4 (metiltio) e seu sal cálcico, sulfato dissódico andrio, blocos de cilindros, veículos para mov. cargas, partes e acessórios de carrocerias.


A maior movimentação das exportações foi para o Mercosul: Argentina, Venezuela, México e Colômbia; Estados Unidos, Chile, Alemanha, Japão e China, respectivamente. Nas importações, os países que mais venderam para Indaiatuba foram: Japão, Estados Unidos, China, Alemanha e Espanha.


Confira abaixo o ranking das cidades da RMC em exportações:


1° Campinas - US$ 503.412.564


2º Indaiatuba - US$ 339.825.518


3º Paulínia - US$ 283.740.039


4º Sumaré - US$ 244.080.219


5º Vinhedo - US$ 137.172.231


6º Americana - US$ 111.788.730


7º Valinhos - US$ 69.134.524


8º Monte Mor - US$ 64.017.849


9º Itatiba - US$ 60.121.505


10º Hortolândia - US$ 51.353.753


11º Nova Odessa - US$ 47.195.373


12º Jaguariúna - US$ 40.330.442


13º Cosmópolis - US$ 31.576.844


14º Santo Antônio de Posse - US$ 25.819.080


15º Engenheiro Coelho - US$ 21.929.314


16º Santa Bárbara d´Oeste - US$ 7.054.279


17º Pedreira - US$ 7.054.279


18° Holambra - US$ 4.300.251


19º Atur Nogueira - US$ 3.082.46

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Indaiatuba Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.