Domingo, 29 de Maio de 2022

Pedro Fagundes de Borba

Estudo ciências sociais na Universidade do Vale do Rio dos Sinos; escrevo para portais; me chamo Pedro Fagundes Borba.

Ver todas as colunas

Inteligência suprema



     Com todas as características obscuras e os mistérios da vida e do universo, o ser humano faz suas pesquisas e suas descobertas. Consegue adquirir os conhecimentos e saber sobre estes pontos. Consegue estudar e desvendar segredos da natureza, vendo suas composições e aumentando seus saberes, compreendendo melhor o espaço em que vive, bem como seus segredos. Tais ciências realizam as análises do ambiente e do lugar, descrevendo importantemente características reais do ambiente, do mundo físico e concreto. A forma de ser entendido é bastante complexa, exigindo intenso conhecimento do assunto. 

     Ainda assim, existe uma inteligência maior, que causa as coisas e faz com que seja existido o universo a partir de suas forças, sendo algo que consegue ultrapassar os entendimentos, sendo a força mais complexa e misteriosa, que é Deus. Esta inteligência faz com que se exista o que é, a partir dos entendimentos e compreensões apresentadas nos textos bíblicos. Também é possível encontrar formas destes em textos espíritas e nos escritos por santos, pois todos tentam entender e ver Deus. Sendo as ciências uma explicação racional de fenômenos, consegue descrevê-los, percebendo a forma desta maneira, mas falhando em explicar todos os aspectos, composições e especulações sobre a vida. 

    Como o universo e suas composições ultrapassam bastante o que é possível conhecer apenas racionalmente, sente-se assim quando se aplicam axiomas às ciências, se assume a existência de Deus como aquilo além, que causa as coisas e tem sua extrema força, fazendo alguns sentidos para aquilo que não se entende plenamente, e fornece explicações possíveis para tais fenômenos, completando diversas questões relacionadas.

     Complementarmente, temos a convicção dos espíritos como seres dos humanos, ou seja, somos habitantes de nossos corpos enquanto também algo que os ultrapassa, uma vez que estes apodrecem após a morte, permanecendo neste plano, tornando-se compostos químicos e biológicos. Os espíritos, por sua vez, deixam de ser quem eram, virando forças, coisas com suas formas, também capazes de melhorar e aprimorar sua espiritualidade, conforme descrito por Allan Kardec na evolução espiritual. 

      Estando vivendo nas criações divinas, fazendo parte desta, compreendendo sobre nós e o universo, que nós roda, como Deus faz suas criações e ações, o que funciona e existe na vida, no que é conhecido e visto, em forma direta. Espíritos como parte disto, vai se entendendo aquilo visto, como acontece e se compõem o universo, a vida e os mistérios.           

 












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.